Review: Jogos Vorazes – A trilogia de Suzanne Collins

Nossa segunda trilogia será Jogos Vorazes, o livro foi lançado no Brasil em 2009 pela editora Rocco. Surgiu em meio a necessidade do público infanto-juvenil de algo mais “real”. Depois de toda a saga Harry Potter com escola de magia e luta com varinhas, Percy Jackson e sua descoberta como semideus e uma vibe de vampiros que surgiu após Crepúsculo, o mercado estava em falta algo mais “vida real”. Não estou dizendo que não havia livros desse tipo, mas o sucesso surgiu após os livros de Suzanne Collins.

wp-1478174799802.jpeg
Foto: Mari Bomfim

Os três livros têm como base o mundo pós-apocalíptico, distópico, em um futuro próximo. Depois de algumas guerras e rebeliões, os sobreviventes aceitam a submissão às regras e caprichos da Capital, uma metrópole com tecnologia avançada. A história é narrada em primeira pessoa, pela nossa protagonista Katniss Everdeen, uma garota de dezesseis anos que mora em Panem, ou distrito 12. Após a rebelião do distrito 13, conhecido como “Dias Escuros” surgiu os “Jogos Vorazes”, onde, uma vez ao ano, no Dia da Colheita, cada distrito (são 12 no total), escolhem seus tributos (um menino e uma menina entre 12 e 18 anos), que são forçados a lutar entre si, em uma arena controlada pela Capital, cheia de perigos, até que apenas 1 sobreviva. Tudo isso é televisionado e passado todos os dias como um reallity show tipo Big Brother ou No Limite.

Quando a irmã de Katniss de apenas 12 anos é sorteada, ela se voluntaria para ir em seu lugar e juntamente com Peeta Mellark, começam a participar dos Jogos Vorazes. Aos poucos, durante os livros seguintes “Em Chamas” e “A Esperança”, a luta não é mais pela sobrevivência e sim sobre se rebelar contra toda essa palhaçada imposta por poucos. Katniis, sem querer (sem querer mesmo), acaba se tornando símbolo da rebelião e tem que tomar decisões muito difíceis.

Eu gostei muito do livro, li a primeira vez pelo computador quando estavam gravando o filme e logo comprei o box com os três livros. Por ser um livro voltado para adolescentes, achei a ideia genial. Tenho um certo medo de pensar que as crianças de hoje em dia acham a vida muito fácil e não têm pelo o quê lutar. Aliás, até nós, adultos temos dificuldade em lutar por algo concreto… acabamos nos perdendo com tanta liberdade e facilidade. A grande maioria das pessoas pra quem o livro chegou nunca vivenciou uma guerra, uma ditadura ou se sentiu censurado de alguma forma. E todo o universo de Hunger Games fala exatamente sobre miséria, opressão, efeitos da guerra.

Segundo a autora, a ideia do livro surgiu quando ela estava zapeando pela TV e viu em um canal um reallity show e em outro a Guerra do Iraque e estranhamente essas imagens se juntaram. Há quem diga (tipo o meu namorado) que na verdade Jogos Vorazes é uma cópia de Batlle Royale, um livro japonês de 1999, escrito por Koushun Takami. Eu não li, nem vi esse filme, mas a ideia principal é a mesma, até o romance no final. Collins diz que nunca tinha ouvido falar sobre o livro ou o filme quando escreveu Jogos Vorazes. Eu sinceramente acho que é possível ambos terem tido a mesma ideia (inconsciente coletivo ta aí pra isso). Sendo cópia, inspiração ou acaso, Battle Royale ganhou publicidade e suas vendas aumentaram.

Jogos_Vorazes_Effie_Trinket_e_Katniss_Everdeen_1

Eu assisti o filme dos Jogos Vorazes e achei bacana, mas sinceramente o livro têm muito mais detalhes (como sempre) e é mais sofrido. Não acho que a Jennifer Lawrence (linda e ótima atriz) conseguiu passar o sofrimento de Katniss.

E você leu o livro? Assistiu o filme? É team Peeta ou team Gale? Prefere Battle Royale? Comenta aí!

Escrito por:
Mari Bomfim

Anúncios

9 comentários em “Review: Jogos Vorazes – A trilogia de Suzanne Collins

  1. Amo demais essa série. Mas admito que achei o filme (pela primeira vez na vida) melhor que o livro! No livro tem mais detalhes, ok, mas eu ficava entediada com a narração da Katniss, que ficava muitas vezes no “coitada de mim” que eu odeio. Mas devorei os livros e assisto todos os filmes no cinema! ❤

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s