BALELAS: um porto seguro ou um lugar onde você possa ser você mesmo.

Não há como negar, na vida, acabamos criando máscaras para sobreviver, é um ato de defesa, sabe. Você não quer que as pessoas do seu trabalho achem que você é muito nova para dar conta daquilo que você estudou para fazer, você não quer que algumas pessoas percebam que você é frágil ou descubra seu ponto fraco, você não quer que percebam que você é tímida, ou está apavorada de vergonha. Então você cria máscaras, personagens, isso não significa que você é falsa, porque, na verdade, todo mundo faz isso.

Mas você pode se acostumar a disfarçar seus sentimentos e escondê-los no fundo para não preocupar alguém ou simplesmente para não dar o gostinho aquela pessoa de ver você chorando. E aí acontece algo perigoso, você não é mais você em nenhum lugar, você não consegue e, muitas vezes nem sabe como, agiria normalmente aquela situação, porque se proteger é bom, nos libera de sermos nós mesmos: frágeis e humanos.

Por muito tempo fui assim, me escondi tanto dentro de mim mesma que minhas amizades eram sempre supérfluas, por minha culpa, por eu não mostrar como eu era, por vergonha ou simplesmente por praticidade. É trabalhoso nos mostrar aos outros. Acostumei com a ideia de ser sozinha, me isolei dentro de mim mesma, mas ninguém percebia isso porque do lado de fora eu sorria, acenava, contava piadas e interagia, apenas superficialmente.

Então aconteceu, finalmente me apaixonei, encontrei o homem da minha vida e tudo foi remexido. Hoje eu ainda tenho máscaras: no trabalho, na família. Muitas vezes escondo minhas tristezas e angústias, mas eu tenho meu porto seguro, minha “lanterna dos afogados”, um lugar (que na verdade é uma pessoa) onde eu posso ser eu mesmo, onde eu deixo todas as máscaras lá fora e entro de pés descalços, sem maquiagem e me aconchego em seus braços. Um lugar onde eu posso falar, chorar, desabafar, falar sobre minhas angústias, meus medos e inseguranças (mesmo que seja apenas TPM) e ele não irá me julgar, apenas me abraçará forte, limpará minhas lágrimas e chorará comigo.

Nem sempre seu porto seguro será apenas uma pessoa, ou especificamente um relacionamento amoroso, pode ser um pai, um irmão, um amigo, até mesmo um lugar específico, mas é muito importante que você tenha um porto seguro, um lugar onde você não precisa convencer ninguém, onde não se sinta julgada, onde não há status ou alguém melhor ou pior.

Procuramos a vida inteira por aconchego e ele está no seu porto seguro!

                                                                      Escrito por:
Mari Bomfim

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s