BALELAS: Sobre os motivos que eu o amo tanto ou sou a pessoa mais clichê do mundo

Amanhã é dia dos namorados!

ATENÇÃO:

Se você não quer ler coisas fofinhas, declarações de amor e tudo mais, pule esse texto, vai ver sobre minha viagem de carro até a Bahia, ou sobre o desafio cinetoscópio.

Amanhã é meu segundo dia dos namorados com o Rafa, na verdade, é meu segundo dia dos namorados na vida (comecei tarde esse negócio de namorar, mas acertei o pulo e comecei com a pessoa certa).

A gente não comemora dia dos namorados com presente, por dois motivos: os dois fazem aniversário em junho, o que já complica a parte financeira da coisa, e porque eu nunca entendi o motivo das pessoas darem presente no dia dos namorados, tirando aqueles especiais feitos manualmente. Acho que o dia dos namorados deve ser comemorado de maneira diferente, algo pro casal, não um presente individual.

Enfim, como eu o forcei a pedi para ele responder uma TAG pros próximos posts falando um pouco do nosso relacionamento, hoje serei eu a falar! Estamos juntos há quase um ano e meio e, por mais clichê que isso possa aparecer, me apaixono por ele todos os dias. Aliás, há um tempinho atrás eu escrevi um texto para mim mesma (eu sou doida, um dia eu explico isso) com alguns detalhes dele que eu gostaria que ficassem em minha memória para sempre, então acho justo colocar aqui na véspera do dia dos namorados:

  • o sorriso: esse é um dos meus pontos fracos, o modo como ele sorri. Eu gostei disso logo de cara, fazia gracinhas e piadas só pra ele dar seu sorriso largo e aquela gargalhada gostosa, que me aquecia por dentro. E um dia eu prometi a mim mesma, que minha meta de vida, era fazê-lo feliz, para poder ver aquele sorriso todos os dias.
  • o modo como ele defende suas convicções: vê-lo falar dos seus filmes favoritos, atores, autores e diretores prediletos, ver ele se transformando num típico fanboy, é incrível! Os olhos dele brilham, ficam mais verdes, ele se empolga, tenta me fazer entender o lado dele, em como seria melhor se o mundo fosse anarquistas…
  • os olhos: eu não tenho palavras para explicar o que eu sinto quando eu olho naqueles olhos verdes, é como se aqueles olhos me hipnotizassem. Você sabe quando uma pessoa diz a verdade quando os olhos e as palavras trazem o mesmo sentimento, e isso acontece com ele. Ele tem os olhos mais gentis que eu já vi!
  • o abraço: o abraço dele me faz sentir a pessoa mais segura do mundo, estar nos braços dele [em qualquer luga: na cama, na balada, na casa de um amigo, numa sorveteria ou apenas andando na rua] faz com que eu sinta que nada de ruim pudesse acontecer comigo, justo eu, que sempre fui medrosa, mas nunca demonstrei, não sei como eu pude ficar tanto tempo sem o seu abraço.
  • o humor e a inteligência, sim porque pra mim, essas duas qualidades estão sempre juntas, uma pessoa inteligente é bem humorada [é só olhar para Stephen Hawking]: o modo como o Rafa tem sacadas que eu nunca pensaria, e ao mesmo tempo faz piadas bobas de Kombi, e me faz rir como uma boba, até doer a barriga. A paciência que ele tem pra me explicar algumas coisas que eu nunca vou decorar ou entender, mas que ele acha que eu devo saber mesmo assim.
  • mãos dadas: Eu nunca vou me esquecer da sensação de estar ouvindo ele abrir seu coração e estender a mão em cima da mesa da sorveteria para ele entrelaçar seus dedos com os meus, a sensação que misturou aperto no coração, frio na barriga e me gelou por inteira, eu ainda não sabia, mas aquilo provavelmente era minha alma lembrando da dele.

Claro, que a lista é grande, e tem coisas muito específicas e íntimas que não serão mencionadas aqui, mas o mais incrível é que eu escrevi esse texto há quase 10 meses e tudo o que está escrito nele é o que eu sinto nesse exato momento, e mais, porque parece que quanto mais eu o amo, mais amor cabe dentro de mim.

Espero que vocês tenham um amor para chamar de seu, e se isso não ocorreu, espero que vocês amem a si mesmo com a mesma intensidade!

                                                                      Escrito por:
Mari Bomfim

Anúncios

3 comentários em “BALELAS: Sobre os motivos que eu o amo tanto ou sou a pessoa mais clichê do mundo

  1. Hahahaha a advertência no começo do post foi genial.

    Ficou lindo o texto. Por hora não tenho um amor pra chamar de meu, mas tenho amor próprio pra dar e vender e continuo acreditando no amor, que é o mais importante.

    Super beijo 🙂

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s