BALELAS: ESCOLHA SUAS BATALHAS OU DÊ-ME SERENIDADE PARA ACEITAR AS COISAS QUE NÃO POSSO MUDAR

Existe uma prece (oração) que é usada principalmente para as pessoas com problemas em algum vício, que diz:

“Deus, conceda-me serenidade para aceitar as coisas que não posso mudar, coragem para mudar aquelas que posso e sabedoria para reconhecer a diferença.”

Eu sempre gostei dessa prece, sempre achei de uma simplicidade incrível, mas profundamente potente. Eu não tenho nenhum vício, mas vamos combinar que ela serve pra muitas coisas. Não importa qual sua religião, ou se você tenha uma, ou se acredita em Deus, o foco não é esse, ok?

Em terapia, a gente sempre propõe que a pessoa escolha suas batalhas, porque não dá pra vencer a guerra sozinho, não dá pra mudar tudo o que você acha errado de uma única vez, as mudanças acontecem lentamente, geralmente de dentro pra fora, e temos que lidar com aquilo que a gente não pode mudar.

Por mais que a gente ame alguém e gostaria de mudar essa pessoa para que ela fosse mais feliz ou mais saudável emocionalmente, não podemos fazer isso, ela que tem que entender que precisa de ajuda. Eu sou a pessoa que carrega o peso de querer ajudar certas pessoas, da minha família e eu vejo isso como uma obrigação, sabe!

Mas, na verdade, essa batalha não é minha. Eu sei que ela também gostaria de mudar muita coisa em mim, que eu a decepciono muitas vezes com o meu jeito. Então eu entendi, existem coisas que eu não vou mudar, e outras que ela também não vai, mas nós vamos ter que conviver, então mais uma vez, faço uma autoterapia na frente do espelho e reconheço que essa batalha não é minha!

A minha batalha é não deixar que essa pessoa me atinja da forma que ela me atinge, muitas vezes nem sei se ela sabe o quanto ela me faz me sentir inferior ou sem valor, torço para que ela não faça essas coisas de propósito, realmente espero que ela se encontre em algum momento e perceba as suas falhas, mas não sou eu que tenho que mostrar.

Ok, esse texto ficou meio depressivo, mas não era essa a intenção, a questão toda é: será que eu não estou desprendendo energia demais em algo que não vai mudar nada? será que eu não to escolhendo a batalha de outra pessoa?

Que você possa reconhecer suas batalhas, aceitá-las, amá-las e seguir em frente sempre!

 

Escrito por:
Mari Bomfim

Anúncios

4 comentários em “BALELAS: ESCOLHA SUAS BATALHAS OU DÊ-ME SERENIDADE PARA ACEITAR AS COISAS QUE NÃO POSSO MUDAR

  1. Caraca! Me vi muito nas suas palavras e compartilho muito do mesmo sentimento! Faço terapia há uns meses e venho trabalhando muito isso de não carregar pra mim o que é dos outros! Acho que temos que viver por nós, sem carregar as expectativas dos outros e sem gastar energia jogando todas as nossas expectativas nelas também! Muita luz e muita coragem pra suas batalhas, linda 😘

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s