BALELAS: PENSANDO BEM, SER NORMAL NÃO É LEGAL OU ESTOU LENDO UM LIVRO DE YOGA.

Image result for gif we are mad in here

“Somos todos loucos aqui”

Eu estava lendo um livro de yoga (sim, é isso mesmo, yoga!) do Professor Hermôgenes e cheguei em uma parte muito interessante falando sobre as formas de cura do yoga, então ele questiona:

Se você responder que sua cura é voltar a ser normal eu ainda lhe pediria que meditasse um pouco sobre o que é ser normal. Vamos, me responda: “Que você chama de normal?”(Hermôgenes)

E então ele discorre sobre a normalidade ser aquilo que é mais frequente e a anormalidade ser aquilo que foge do comum, questiona ainda se, olhando o mundo como ele é hoje, você gostaria de estar na norma, ou seja, ser igual a maioria ou ser diferente daquilo que vemos no cotidiano.

Jesus, Sócrates, Gandhi, os Kennedy e Luther King foram “marginais” ou anormais nos ambientes e nos tempos em que viveram. Tanto assim é que, os normais, seus contemporâneos, os mataram. Todo marginal cria problema: sejam os de baixo (delinqüentes) sejam os anormais de cima, isto é, os santos e os sábios. Aquele que é normal é geralmente bem ajustado à coletividade, pois se acomoda ao mesmismo dominante; afina se pela vulgaridade; tem o mesmo comportamento, os mesmos interesses, as mesmas limitações, os mesmos defeitos, os mesmos gostos da maioria e até os mesmos ideais. (Hermôgenes)

Ele ainda pondera falando que na sociedade que vivemos as doenças como ansiedade, estresse, depressão e todas essas que conhecemos bem são mais normais do que imaginamos, mas infelizmente, também é normal, ou seja, faz parte da norma, esconder nossos sentimentos e angústias e mostrar para todos que estamos bem, que estamos ótimos, que somos “normais”. Complicado né?

normal, quote, and boring image

“Às vezes eu pretendo ser normal. Mas é entediante. Então eu volto a ser eu”

Fiquei, então, pensando sobre isso por um tempo, eu quero ser normal? quero me ajustar a uma norma? tenho que me ajustar a sociedade sendo aquilo que ela quer que eu seja e não aquilo que eu quero ser? Não! Eu quero falar sozinha em voz alta, quero chorar e ser consolada sem medo do que as pessoas vão dizer ao me ver chorar, quero dançar, correr e cantar no meio da rua se tiver vontade, quero que se dane às regras de etiqueta ou regras sociais bobas que fazem a gente sente culpa por tudo o que gosta de fazer pra se divertir.

Claro, não estou dizendo aqui: “vamos tocar o puteiro, fazer o que der na telha, dane-se o mundo”, vivemos em uma comunidade e devemos RESPEITAR as pessoas, não se submeter ou nos impor à elas, apenas respeitar! É assim que a gente vai conseguir mudar a mentalidade fechada das pessoas e é assim que o mundo vai se tornar um lugar melhor para todos, não apenas para uma pequena parcela da população.

Escrito por:
Mari Bomfim

 

Anúncios

8 comentários em “BALELAS: PENSANDO BEM, SER NORMAL NÃO É LEGAL OU ESTOU LENDO UM LIVRO DE YOGA.

  1. Não me lembro se, em algum momento da vida, desejei ser normal. Já pensei sobre isso, claro. Todo mundo que não é normal é questionado e taxado e acaba refletindo… Hoje, estou bastante bem por não ser normal, rs. É como Hozier diz “I was born sick, but I love it”.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Mari, você sempre me surpreendendo positivamente com suas postagens! E em como nós somos parecidas!!!!
    Nesse mundo em que vivemos hoje, juro que não quero ser normal de jeito nenhum, porque o normal de hoje está é muito torto, viu?
    Prefiro ser “estranha” assim mesmo, pelo menos sou original! heheh 🙂
    Xero

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s