VI NO CINEMA: DEADPOOL DE TIM MILLER

ATENÇÃO, CONTÉM SPOILERS

Semana passada estreiou o filme de super-herói mais antiherói de todos os tempos, e é claro que fomos assistir. Eu e o Rafa fomos em uma sessão lotada de (na maioria) adolescentes que riram muito durante todo o filme. Não é para menos, Deadpool é realmente um filme engraçado de um jeito bem esculachado, faz piadas com ele mesmo, quebra a quarta parede o tempo todo, brinca com a platéia e tira sarro dos filmes do gênero. Um ótimo filme com várias referências à cultura pop.

Deadpool : Poster

“Ex-militar e mercenário, Wade Wilson é diagnosticado com câncer em estado terminal, porém encontra uma possibilidade de cura em uma sinistra experiência científica. Recuperado, com poderes e um incomum senso de humor, ele torna-se Deadpool e busca vingança contra o homem que destruiu sua vida.”(adorocinema.com)

Tem Stan Lee de DJ, tem brasileira fazendo namorada do protagonista, tem efeitos especiais, tem palavrão, tem violência, tem piadas “sujas”, mas não é algo tão pesado quanto eu imaginei. O filme no Brasil foi liberado para 16 anos, e sim, essa foi uma ideia muito boa, porque é esse o publico-alvo do filme. A galera ia ao delírio com cada piada ou deixa de Ryan Reynolds. O filme é todo dele, mas os atores coadjuvantes ajudaram muito na composição do filme. Lembrando que não é um filme profundo, com uma grande lição no final e ótimo roteiro.

O filme surge para apresentar o personagem, porque no fim, o objetivo que ele luta desde o começo da transformação, não é atingido e tudo aquilo que ocorreu no filme inteiro, foi em vão. Ou seja, mostra o quão sem fundamento é o filme. Não esperava muito do filme, achei que não acharia graça das piadas, porque não gosto dos filmes “besteirol americano”, mas fui surpreendida, dei muitas risadas e gostei muito do filme.

A publicidade do filme támbém deve ser destacada, os caras fizeram trailer de Valentine’s Day, propaganda no SuperBowl, as entrevistas de divulgação do filme foram hilárias, então realmente é um filme que fez por merecer. Claro que os críticos irão reclamar, porque realmente não há profundidade nenhuma, mas pro grande público, para mim que não manja nada dos paranauês do cinema, é bom, faz seu papel de entreterimento!

Se for assistir no cinema, fiquem até o final, porque tem cenas pós-créditos que vale a pena!

Já assitiu esse filme? Gosta de filmes do gênero?

 

 

Escrito por:
Mari Bomfim

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s