REVIEW:Coraline de Neil Gaiman

“Em uma tarde chuvosa, a menina consegue abrir uma porta que sempre estivera trancada na sala de visitas de casa e descobre um caminho para um misterioso apartamento ‘vazio’ no quarto andar do prédio. Para sua surpresa, o apartamento não tem nada de desabitado, e ela fica cara a cara com duas criaturas que afirmam ser seus “outros” pais. Na verdade, aquele parece ser um “outro” mundo mágico atrás da porta. Lá, há brinquedos incríveis e vizinhos que nunca falam seu nome errado. Porém a menina logo percebe que aquele mundo é tão mortal quanto encantador e que terá de usar toda a sua inteligência para derrotar seus adversários.” (skoob.com) Editora Rocco – 2003 – 155 páginas.

wp-1478380917739.jpeg
Foto: Mari Bomfim

Confesso que nunca havia lido Neil Gaiman, apesar de ter ouvido muito falar dele, então com o e-reader, acabei pegando uma boa parte dos livros dele e quis estrear as obras dele  com a famosa Coraline (sim, a mesma história da animação).

Apesar de já ter assistido o filme, eu não sabia muito o que esperar do livro. Logo no começo, me senti lendo um “Alice no País das Maravilhas”, com menos metáforas, mas com as mesmas alegorias: animais falantes, um gato que a ajudava bastante, mundo paralelo, músicas e poesias diferentes.

Mas de repente, as coisas caminharam para uma outra história. Em “Alice” era tudo fantasia, a protagonista nunca corria perigo real em nenhum momento, e quando ela realmente ia sofrer algo, ela “acorda” e volta para o mundo real.

Coraline é bem mais sinistro.Só há uma passagem para ela ir e voltar entre os mundos. Logo no começo, ela já percebe que algo de muito ruim pode acontecer com ela. Seus pais somem, ela volta para o mundo real e eles não estão mais lá. Ela sabe que se ela tentar salvá-los ela pode ficar presa naquele mundo para sempre e a “outra mãe” sugará sua alma. As três almas das outras crianças dependem dela. Ela precisa fazer algo.

Em alguns momentos é angustiante, você fica apreensivo, porque aquela criatura a quer de qualquer jeito, e ela sabe que ela não será justa. Até quando as coisas parecem estar tudo certo no final, não está! E ela precisa lutar contra a “outra mãe” também no mundo real.

Sem dúvida nenhuma, é um conto de fadas moderno que retrata o cotidiano de uma criança onde os pais trabalham em casa, em frente a computadores – estão, mas não estão presentes. Com bicho papão, bruxa e, porque não, moral da história

* capa e ilustrações do livro

Escrito por:
Mari Bomfim

Anúncios

7 comentários em “REVIEW:Coraline de Neil Gaiman

  1. Mari
    li ‘o oceano no fim do caminho’ dele e preciso te falar: nunca li nada como o que ele faz em termos de abandono parental.
    Comentei com uma amiga e ela me falou exatamente o que você escreveu na resenha sobre ‘Coraline’, que também é uma história de omissão e abandono.
    Acho ele muito profundo em tudo o que escreve.. mas as vezes parece que é meio difícil de digerir né?
    Bom saber que sua opinião é tão concisa, e se for ler outra coisa dele, me conta!
    Beijos♥

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s