DESAFIO CINETOSCÓPIO DO RAFA #14

BEDA logo

Olá! Meu nome é Rafael e voltei para dar continuidade ao desafio cinetoscópio dos 30 filmes que estou fazendo aqui no blog da Mari. O tema de hoje é:

#14- UM FILME DA SESSÃO DA TARDE

Ah a Sessão da tarde!! Filmes da sessão da tarde marcaram a minha infância. Sempre preferi assistir aos filmes que passavam na Globo aos filmes do Cinema em Casa do SBT. Portanto, tenho um carinho especial por filmes como Elvira – A rainha das trevas, Ghost – Do outro lado da vida, Top Gang (1 e 2), Crocodilo Dundee, Karatê Kid, A Família Addams, O Grande Dragão Branco, Jumanji, Edward Mãos de Tesoura (sim, eu gostava do Tim Burton quando era criança) e muitos outros.

De todos esses filmes, o meu preferido sempre foi “Curtindo a vida adoidado”. O filme de 1986, dirigido por John Hughes, acompanha um dia na vida de Ferris Bueller. Ferris decide matar aula e planeja um grande programa na cidade com a namorada, seu melhor amigo e uma Ferrari. Só que para poder realizar seu desejo, ele precisa escapar do diretor do colégio e de sua própria irmã.


Não sei se esse filme ainda passa na Sessão da Tarde e nem qual é a importância dele para essa nova geração, mas a minha geração simplesmente venera Ferris Bueller. Ferris é o cara. Ferris é o nosso herói. O filme é leve, descontraído e deixa o espectador com um sorriso no rosto. Algumas cenas tornaram-se clássicas, como a cena inicial e a cena da parada, onde Ferris canta Twist and Shout. Isso sem contar a moral por trás da história, que é verbalizada por Ferris no final da projeção, mas também é demonstrada durante todo o filme.


Quando era criança e assistia ao filme, eu tinha vontade de ter um amigo como Ferris Bueller. As cenas onde o personagem quebra a quarta parede me encantavam e eram as minhas partes preferidas do filme (já era uma pista de que eu me apaixonaria pelo cinema do Godard muitos anos depois?)


Nunca assisti ao filme depois de adulto. Não sei se ele ainda tem o mesmo impacto. Provavelmente tem. Esse ano, ele foi “homenageado” por Deadpool no filme do mutante fanfarrão (em uma cena pós-créditos genial) e continua, a cada ano, fazendo mais fãs. SAVE FERRIS!

Escrito por:
Rafael Forcassin

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s