DESAFIO CINETOSCÓPIO DO RAFA #15

BEDA logo

Olá! Meu nome é Rafael e voltei para dar continuidade ao desafio cinetoscópio dos 30 filmes que estou fazendo aqui no blog da Mari. O tema de hoje é:

#15 – UM FILME DE ANIMAÇÃO

Mais uma categoria difícil! Sempre fui um apaixonado por animações. O Rei Leão fez parte da minha infância e tive o prazer de revê-lo nos cinemas quando foi relançado em 3D. Divertida Mente me fez chorar feito uma criança numa sala escura. Wall-E é a minha animação favorita. Mas hoje vou escolher um filme de 2004, dirigido por um velhinho japonês chamado Hayao Miyazaki. O nome do filme é Howl no Ugoku Shiro. No Brasil, “O Castelo Animado”.

“Sofia é uma jovem de 18 anos que trabalha na chapelaria de seu pai. Em uma de suas raras idas à cidade ela conhece Hauru, um mágico bastante sedutor, mas de caráter duvidoso. Ao confundir a relação existente entre eles, uma feiticeira lança sobre Sofia uma maldição que faz com que ela tenha 90 anos. Desesperada, Sofia foge e termina por encontrar o Castelo Animado de Hauru. Escondendo sua identidade, ela consegue ser contratada para realizar serviços domésticos no local, se envolvendo com os demais moradores do castelo.” (adorocinema.com).

Conheço o cinema do Miyazaki há pouco tempo e ainda não assisti muita coisa dele. Eu sei, falha minha. Mas o pouco que assisti já foi suficiente para perceber a genialidade do japa. Os filmes dele costumam se destacar pelas histórias que misturam simplicidade e misticismo, sempre com uma moral implícita e pela fotografia exuberante. Com “O Castelo Animado” não é diferente.


Quando o filme foi lançado, eu tinha 13 anos. Assisti-o apenas 11 anos depois. Uma pena. Gostaria de ter assistido “O Castelo Animado” com o olhar de uma criança. Só me restou ficar empolgado e surpreso como uma criança. O filme é muito bom. Os personagens são carismáticos ao cubo, a história é bem amarrada e prende o espectador, e a fotografia… aaaah a fotografia é belíssima e encantadora! Se tivesse que definir esse filme com uma palavra, eu diria que é um filme mágico. Se você ainda não conhece Hayao Miyazaki, tá esperando o quê? Entregue-se de corpo e alma ao cinema do japa e garanto que você verá, além da perfeição técnica, um filme que tem muito coração.

Escrito por:
Rafael Forcassin

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s