2º de 2017 – Livro: The Kiss of Deception – crônicas de amor e ódio de Mary E. Pearson

20170211_112322.jpg

Meu segundo livro de 2017 é o primeiro volume da série The Kiss of Deception. Eu nunca havia ouvido falar dessa série, na verdade não tinha ideia da existência desse livro, até que uma amiga do meu namorado meu doou esse livro o ano passado e finalmente consegui lê-lo.

O livro é um clássico conto de fadas: Princesa Arabella Celestine Idris Jezelia (Lia),  era diferente das demais meninas do reino, gostava de brincar com os irmãos de lutas e treinar com uma faca que  ganhou de presente, nesse livro, toda primeira filha de cada família tem um dom, que não fica muito bem explicado, mas parece que tem haver com premonições. Aos 17 anos ele é prometida à um príncipe de outro reino para unir as duas nações e trazer a paz aos povos, mas aí ela foge e acaba conhecendo o príncipe disfarçado e o assassino que foi mandado para matar a princesa e impedir a união dos reinos, ambos se apaixonam por ela.

20170211_112357.jpg

Eu acredito que se eu tivesse lido dez anos atrás, teria amado cada pedaço do livro, o triangulo amoroso, o senso de dever de cada um dos personagens, o lenga lenga familiar, e ela descobrindo seus dons, mas hoje, com 27 anos, isso não me prendeu. Lembrando que eu amo conto de fadas, meu último livro foi um conto de fadas que eu curti, mas esse achei muito bobinho.

20170211_112511.jpg

O começo do livro é vagaroso, ela fica um século na taverna, NINGUÉM reconhece a princesa do reino, sério, eu não consigo entender isso até agora, ela só é reconhecida, já no meio da história por um padre que a batizou!!! Pra ajudar, eu ainda confundi a história inteira: achei que o príncipe era um, mas na verdade era o outro, os nomes são confusos e eu fiquei perdida na história. Fora a questão que os dois caras maltratam ela, depois se arrependem e ficam nesse triângulo amoroso abusivo.

O livro só começa a ficar emocionante quando ela é capturada pelos bárbaros e fica em uma tribo nômade, mas isso já é o final do livro, que acaba sem fim, porque é uma trilogia… Nesse primeiro livro ficam várias pontas soltas que eu não tenho ideia se um dia será fechado.

Eu acredito que muito da minha irritação se dê pela minha idade, o público alvo do livro são adolescentes, e acho que até é um livro interessante, mas o livro poderia explorar melhor a questão de gênero no livro, parece que Mary ia entrar por esse caminho, mas se perde completamente, e Lia que era para ser uma personagem forte, acaba ficando a mercê de dois homens que assim como o pai dela, acabam decidindo seu destino. No final do livro da a sensação que ela ter fugido do casamento, seguindo sua ideia de liberdade, foi a pior coisa do mundo e que ela deveria ter ficado quietinha, obedecendo o pai, sem questionar.

Assim como todos os livros da Editora Dark Side, esse livro é lindo, em capa dura, com fitinha para marcar página e um marcador personalizado, além de ter vindo um poster duplo com a capa do livro e no verso o mapa do reino.

Escrito por:
Mari Bomfim

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s