FILMES QUE EU ASSISTI POR TER UM NAMORADO CINÉFILO #14

Se você já acompanha o blog há algum tempo, sabe que o Rafa, meu namorado e colaborador do blog, é um cinéfilo incurável! Nossos finais de semana de filme são divididos em comédias românticas  e filmes aleatórios que eu faço ele assistir e os filmes cabeças que ele recomenda. Se você não viu ou não lembra dos outros filmes que ele me recomendou clica aqui, ou vá na barra suspensa aqui do ladinho –> e olha a categoria “namorado cinéfilo“ ou ainda clica ali no menu principal (  ^ )

FILMES DO GLAUBER ROCHA

Eu não sei qual é o seu contato com cinema, mas se você é ou conhece alguém que é cinéfilo, vai saber quem é Glauber Rocha! Meu namorado conhece e ama esse diretor baiano que fez tanto em tão pouco tempo.

DEUS E O DIABO NA TERRA DO SOL (1964)

Image result for deus e o diabo na terra do sol

O filme fala sobre exploração, sobre religião e como sempre, tem o pano de fundo a seca. Um casal foge da fazenda depois de matar o coronel e se juntam ao beato, no meio disso tudo encontramos Antonio das Mortes, o matador de cangaceiros. O Rafa já falou dele aqui.

TERRA EM TRANSE (1967)

Image result for terra em transe

Um filme com nada mais nada menos que Paulo Autran, que é um senador que detesta o povo e quer se tornar o imperador de Eldorado, um país da América do Sul, mas ele não está sozinho nessa. Uma imensa crítica social que ainda é equivalente ao mundo atual.

DRAGÃO DA MALDADE CONTRA O SANTO GUERREIRO (1969)

Related image

Lembra do Antonio das Mortes, então ele descobre que ainda existe mais um cangaceiro, e vai até Jardim das Piranhas para matá-lo, e encontra outros personagens bem malucos. Esse foi o meu favorito!

Confesso que tinha muito preconceito com esses filmes, mas acabei gostando e não tem como não dizer que Glauber é genial!

Escrito por:
Mari Bomfim

FILMES QUE EU ASSISTI POR TER UM NAMORADO CINÉFILO #13

Se você já acompanha o blog há algum tempo, sabe que o Rafa, meu namorado e colaborador do blog, é um cinéfilo incurável! Nossos finais de semana de filme são divididos em comédias românticas  e filmes aleatórios que eu faço ele assistir e os filmes cabeças que ele recomenda. Se você não viu ou não lembra dos outros filmes que ele me recomendou clica aqui, ou vá na barra suspensa aqui do ladinho –> e olha a categoria “namorado cinéfilo“ ou ainda clica ali no menu principal (  ^ )

FILMES CLÁSSICOS DE ZUMBI

Eu adoro coisas referentes a zumbi, assistia The Walking Dead [mas dei um tempo], nas minhas tardes de tédio ficava bolando na minha cabeça como eu iria me defender de um apocalipse zumbi, enfim, é meu “monstro” favorito.

Mas apesar de gostar muito, nunca tinha assistido os filmes que deram origem nessa onde de zumbi, o Rafa então me apresentou dois clássicos:

NOITE DOS MORTOS VIVOS – George A. Romero (1968)

Image result for noite dos mortos vivos 1968

Sim, é um filme tosco, sem recurso, e acaba sendo engraçado, mas pior de tudo é que o filme é bom! No filme, um satélite cai na Terra e acaba levantando os corpos já enterrados que estão famintos! Apesar de ser um thriller, o filme fala muito sobre racismo, megalomania e como a violência está dentro de nós esperando uma oportunidade para sair.

Image result for noite dos mortos vivos gif
*Zumbis elegantes*

DESPERTAR DOS MORTOS – George Romero (1978)

Image result for despertar dos mortos 1978

Esse é GENIAL! É a continuação do “Noite dos Mortos Vivos”, mas ainda muito mais ácido! O filme se passa dentro de um shopping, por algum motivo, os zumbis guardam algumas lembranças de sua vida, então de repente, todos os zumbis vão para o shopping da cidade, porque era onde eles passavam a maior parte do tempo quando vivos, ficam lá… vagando, sem rumo [nunca mais vi um shopping cheio da mesma maneira].

Image result for despertar dos mortos gif
*Black Friday*

 

Gosta de filmes de zumbi? Assistiu esses antigões? Comente!

Escrito por:
Mari Bomfim

FILMES QUE EU ASSISTI POR TER UM NAMORADO CINÉFILO #12

Se você já acompanha o blog há algum tempo, sabe que o Rafa, meu namorado e colaborador do blog, é um cinéfilo incurável! Nossos finais de semana de filme são divididos em comédias românticas  e filmes aleatórios que eu faço ele assistir e os filmes cabeças que ele recomenda. Se você não viu ou não lembra dos outros filmes que ele me recomendou clica aqui, ou vá na barra suspensa aqui do ladinho –> e olha a categoria “namorado cinéfilo“ ou ainda clica ali no menu principal (  ^ )

FILMES DO WES ANDERSON

Hoje o post é só sobre um diretor, porque foi um dos diretores que ele me apresentou e que eu mais gostei, porque é fofo, é claro, é divertido e é mágico!

O Fantástico Sr. Raposo (2009)

É uma animação contada em forma de fábula, os animais roubam a fazenda dos humanos e eles resolvem se vingar. O filme fala sobre a “natureza humana” e instinto, mas o assunto principal é a família! Os personagens são simples e carismáticos.

O grande Hotel Budapeste (2014)

A fotografia é impecável e a história é leve e divertida. Adoro a parte onde os gerentes de hotéis fazem parte de uma sociedade secreta e vão ajudando Zero e o M. Gustave a fugir! Tudo no filme é lindo e delicado!

Moonrise Kingdom (2012)

Esse é um filme apaixonante, se passa nos anos 60, onde um casal de crianças que são apaixonados um pelo outro, fogem. Então a cidade toda se envolve para achá-los, enquanto tentam esconder seus próprios segredos. O filme tem muita referência de “Pierrot le Fout” que eu só percebi, claro, porque o Rafa me contou!

Escrito por:
Mari Bomfim

FILME QUE EU ASSISTI POR TER UM NAMORADO CINÉFILO #11

Se você já acompanha o blog há algum tempo, sabe que o Rafa, meu namorado e colaborador do blog, é um cinéfilo incurável! Nossos finais de semana de filme são divididos nas comédias românticas  e filmes aleatórios que eu faço ele assistir e os filmes cabeças que ele recomenda. Se você não viu ou não lembra dos outros filmes que ele me recomendou clica aqui, ou vá na barra suspensa aqui do ladinho –> e olha a categoria “namorado cinéfilo“ ou ainda clica ali no menu principal (  ^ )

ROCKY (1976, 1979 e 1982) – Sylvester Stallone

Image result for rocky

Eu definitivamente já tinha ouvido falar de Rocky, o grande filme de Stallone, que ele dirigiu e é o protagonista. Um lutador de uma cidade pequena que sem querer acabar se tornando uma grande celebridade. Mas não tinha vontade de assistir essa história. Foi então que o Rafa pediu para que eu assistisse os três primeiros para entender um pouco sobre o filme do Creed. E adorei o filme! Ele é meio tosco, sem jeito, assim como o próprio Rocky, mas é sensacional, eu ri, e até me emocionei nos filmes!

AMADEU (1984) – Milos Forman

Image result for amadeus

Um filme sobre a vida de Mozart! Eu nem sabia que esse filme existia! Foi uma grande surpresa e também gostei muito do filme. Os personagens, a história de vida do gênio da música, a forma como ele compõe, e a inveja do seu contemporâneo fez com que eu o visse de outra forma.

A VIDA DE BRIAN (1979) – Terry Jones

Image result for a vida de brian

Eu não conhecia o grupo Monty Pinthon, só depois vi o quão famoso eles são, mas então eu assisti esse filme, onde Brian, um simples homem que vivia na Judéia, foi confundido com ninguém mais, ninguém menos que Jesus!!! As cenas são hilárias e muito bem pensadas! Assistam!

Escrito por:
Mari Bomfim

FILMES QUE EU ASSISTI POR TER UM NAMORADO CINÉFILO #10

BEDA logo

Se você já acompanha o blog há algum tempo, sabe que o Rafa, meu namorado e colaborador do blog, é um cinéfilo incurável! Nossos finais de semana de filme são divididos nas comédias românticas  e filmes aleatórios que eu faço ele assistir e os filmes cabeças que ele recomenda. Se você não viu ou não lembra dos outros filmes que ele me recomendou clica aqui, ou vá na barra suspensa aqui do ladinho –> e olha a categoria “namorado cinéfilo“ ou ainda clica ali no menu principal (  ^ )

Os filmes de hoje são bem conhecidos no mundo cinéfilo e considerados CLÁSSICOS! Então pega a listinha aí e anotem!

OITO E MEIO – FEDERICO FELLINI – 1963

“Prestes a rodar sua próxima obra, o cineasta Guido Anselmi (Marcello Mastroianni) ainda não tem ideia de como será o filme. Mergulhado em uma crise existencial e pressionado pelo produtor, pela mulher, pela amante e pelos amigos, ele se interna em uma estação de águas e passa a misturar o passado com o presente, ficção com realidade.”(filmow.com)

O Rafa fez eu assistir esse filme, porque tinha dito à ele que achei Nine (filme inspirado nesse) uma bosta! E olha que eu sou fácil para gostar de musical! Mas ele me falou do filme original e fomos assistir!

O filme é bom,é legal, é divertido e emocionante até, mas muito, muito, muito machista. O filme conta sobre as mulheres da vida de Guido, ou seja, a mãe, o primeiro amor, a esposa e as amantes… Mas vale a pena ver esse clássico, depois coloca um filme bem empoderador pro namorado ver!

CIDADÃO KANE – ORSO WELLES – 1941

“A ascensão de um mito da imprensa americana, de garoto pobre no interior a magnata de um império dos meios de comunicação. Inspirado na vida do milionário William Randolph Hearst.” (filmow.com)

Esse é um filme bem conhecido, eu já tinha ouvido muito falar dele, principalmente em alguns canais que eu sigo no youtube, mas nunca tive realmente vontade de parar e assistir e, de repente, quando você assiste você entende depois um monte de referência em filme e até desenhos como Simpsons sobre a história e pensa “como nunca assisti esse filme antes?”.

Além de tudo o filme é todo bem fechadinho, tem bom roteiro, tem o mistério de Rosebud, tem as maquiagens incríveis para época, sério! Muda os atores completamente! Enfim era bom na época e ainda é muito atual!

VIVER A VIDA – JEAN-LUC GODARD – 1962

“Nana (Anna Karina) é uma jovem que abandona o seu marido e o seu filho para iniciar sua carreira como atriz. Para financiar sua nova vida começa a trabalhar numa loja de discos, mas não ganha muito dinheiro. Como não consegue pagar o aluguel, Nana é expulsa de casa e decide virar prostituta. No primeiro dia que começa a trabalhar na rua, reencontra Yvette (Guylaine Schlumberger), uma velha amiga que lhe confessa que também se prostitui por necessidade. Yvette lhe apresentará a Raoul (Saddy Rebot), que se converterá em seu cafetão. A partir desse momento, Nana irá introduzindo-se progressivamente no mundo da prostituição.”(filmow.com)

O que dizer desse filme… primeiro, é um filme linear \o/ então fácil de entender (eu ficou muito confusa com os filmes do Godard que vai, volta, pula e você só vai entender – ou não, no final). Mas esse filme é bem interessante. Não dá para contar muito mais do que fala na sinopse porque vira spoilers, mas no final eu fiquei de boca aberta!

Escrito por:
Mari Bomfim