FILMES QUE EU ASSISTI POR TER UM NAMORADO CINÉFILO #10

BEDA logo

Se você já acompanha o blog há algum tempo, sabe que o Rafa, meu namorado e colaborador do blog, é um cinéfilo incurável! Nossos finais de semana de filme são divididos nas comédias românticas  e filmes aleatórios que eu faço ele assistir e os filmes cabeças que ele recomenda. Se você não viu ou não lembra dos outros filmes que ele me recomendou clica aqui, ou vá na barra suspensa aqui do ladinho –> e olha a categoria “namorado cinéfilo“ ou ainda clica ali no menu principal (  ^ )

Os filmes de hoje são bem conhecidos no mundo cinéfilo e considerados CLÁSSICOS! Então pega a listinha aí e anotem!

OITO E MEIO – FEDERICO FELLINI – 1963

“Prestes a rodar sua próxima obra, o cineasta Guido Anselmi (Marcello Mastroianni) ainda não tem ideia de como será o filme. Mergulhado em uma crise existencial e pressionado pelo produtor, pela mulher, pela amante e pelos amigos, ele se interna em uma estação de águas e passa a misturar o passado com o presente, ficção com realidade.”(filmow.com)

O Rafa fez eu assistir esse filme, porque tinha dito à ele que achei Nine (filme inspirado nesse) uma bosta! E olha que eu sou fácil para gostar de musical! Mas ele me falou do filme original e fomos assistir!

O filme é bom,é legal, é divertido e emocionante até, mas muito, muito, muito machista. O filme conta sobre as mulheres da vida de Guido, ou seja, a mãe, o primeiro amor, a esposa e as amantes… Mas vale a pena ver esse clássico, depois coloca um filme bem empoderador pro namorado ver!

CIDADÃO KANE – ORSO WELLES – 1941

“A ascensão de um mito da imprensa americana, de garoto pobre no interior a magnata de um império dos meios de comunicação. Inspirado na vida do milionário William Randolph Hearst.” (filmow.com)

Esse é um filme bem conhecido, eu já tinha ouvido muito falar dele, principalmente em alguns canais que eu sigo no youtube, mas nunca tive realmente vontade de parar e assistir e, de repente, quando você assiste você entende depois um monte de referência em filme e até desenhos como Simpsons sobre a história e pensa “como nunca assisti esse filme antes?”.

Além de tudo o filme é todo bem fechadinho, tem bom roteiro, tem o mistério de Rosebud, tem as maquiagens incríveis para época, sério! Muda os atores completamente! Enfim era bom na época e ainda é muito atual!

VIVER A VIDA – JEAN-LUC GODARD – 1962

“Nana (Anna Karina) é uma jovem que abandona o seu marido e o seu filho para iniciar sua carreira como atriz. Para financiar sua nova vida começa a trabalhar numa loja de discos, mas não ganha muito dinheiro. Como não consegue pagar o aluguel, Nana é expulsa de casa e decide virar prostituta. No primeiro dia que começa a trabalhar na rua, reencontra Yvette (Guylaine Schlumberger), uma velha amiga que lhe confessa que também se prostitui por necessidade. Yvette lhe apresentará a Raoul (Saddy Rebot), que se converterá em seu cafetão. A partir desse momento, Nana irá introduzindo-se progressivamente no mundo da prostituição.”(filmow.com)

O que dizer desse filme… primeiro, é um filme linear \o/ então fácil de entender (eu ficou muito confusa com os filmes do Godard que vai, volta, pula e você só vai entender – ou não, no final). Mas esse filme é bem interessante. Não dá para contar muito mais do que fala na sinopse porque vira spoilers, mas no final eu fiquei de boca aberta!

Escrito por:
Mari Bomfim

Anúncios

FILMES QUE EU ASSISTI POR TER UM NAMORADO CINÉFILO #7

Se você já acompanha o blog há algum tempo, sabe que o Rafa, meu namorado, é um cinéfilo incurável! Nossos finais de semana de filme são divididos nas comédias românticas  e filmes aleatórios que eu faço ele assistir e os filmes cabeças que ele recomenda. Se você não viu ou não lembra dos outros filmes que ele me recomendou clica aqui, ou vá na barra suspensa aqui do ladinho –> e olha a categoria “namorado cinéfilo“ ou ainda clica ali no menu principal (  ^ )

Apesar de sempre me provocar quando eu falo que vivemos numa sociedade machista e ficar bravo que eu não dei cinco estrelas para o “Poderoso Chefão” por ser um filme totalmente machista, o Rafa, meu namorado cinéfilo, também recomenda muitos filmes que tem girl power, então a lista de hoje são dos filmes que tem personagens femininos bem fortes.

JOHNNY GUITAR – NICHOLAS RAY (1954)

“Vienna é a dona do saloon, constantemente ameaçada pelos rancheiros que querem sua propriedade por causa da passagem da ferrovia. O minerador Dancin’Kid é acusado de matar num assalto à diligência um dos rancheiros, irmão de Emma. Vienna chama seu ex-amante e pistoleiro Johnny Guitar, para ajudá-la a manter os rancheiros afastados. Emma, que ama Dancin’Kid, tem ciúmes dele com Vienna e quer enforcá-la, acusando-a de participar do crime que matou seu irmão. As duas se confrontam numa última luta inusitada e mortal.”

Apesar do título do filme ser do personagem masculino, esse filme de bang bang western é diferente de tudo que você já viu. É bem divertido e um quase típico velho oeste.

GAROTA EXEMPLAR – DAVID FINCHER (2014)

“Amy Dunne (Rosamund Pike) desaparece no dia do seu aniversário de casamento, deixando o marido Nick (Ben Affleck) em apuros. Ele começa a agir descontroladamente, abusando das mentiras, e se torna o suspeito número um da polícia. Com o apoio da sua irmã gêmea, Margo (Carrie Coon), Nick tenta provar a sua inocência e, ao mesmo tempo, procura descobrir o que aconteceu com Amy”

Como todo filme de Ficher, não vou falar muito para não estragar o final e a experiência do filme, mas enfim, esse filme é foda e muito tenso! Esse filme é cheio de mulheres fortes, além de Amy, e da irmã de Nick, a detetive que investiga o caso é uma mulher que não se deixa levar pelo que os outros dizem e segue sua intuição.

UMA MULHER É UMA MULHER – JEAN-LUC GODARD (1961)

“Angela, uma stripper, deseja ter um bebê e tenta convencer seu namorado, Emile, a ir adiante com a idéia, mas ele não concorda. Assim, ela acaba procurando o amigo de Emile, Alfred, para realizar seu desejo.”

Um dos meus filmes favoritos do Godard, pode até ser considerado uma comédia romântica. Quer começar a assistir Godard e acha difícil, começa por esse!

Já assistiu algum desses filme? Qual seu filme favorito com girl power? Comente!

Escrito por:
Mari Bomfim

DESAFIO CINETOSCÓPIO DOS 30 FILMES #15

O site Cinetoscópio fez um desafio lá no facebook que você pode conferir aqui. Com 30 temas para responder, resolvi então postar aqui no blog. Para ver os outros posts do desafio clique aqui. Ou clique na barra suspensa aqui do lado (–>) e entre na categoria do desafio.

DESAFIO CINETOSCÓPIO DOS 30 FILMES

#15 – UM FILME DE ANIMAÇÃO

Eu amo animação! Já falei de duas das minhas preferidas aqui e aqui. Daí eu fiquei em dúvida do que colocar aqui, ou seja, devia ter selecionado melhor a coisa toda! Desorganizada, eu sei!

Enfim, pra mim todos os filmes da Pixar são lindos e perfeitos, até os que os críticos não acharam lá aquelas coisas como “Valente” eu amo. Mas todos esses são bem famosos e todo mundo conhece, pensei então em falar de uma animação que eu só assisti graças ao meu namorado. Então hoje é “desafio cinetoscópio” com “Meu namorado é um cinéfilo”!

UMA HISTÓRIA DE AMOR E FÚRIA

umahistoria1
Rio de Janeiro, 2096.

É um filme de animação brasileiro de 2013, dirigido por Luiz Bolognesi, com ótima dublagem de Camila Pitanga, Selton Mello e Rodrigo Santoro. Não é uma animação infantil, talvez um pouco histórica, mas muito legal! O traçado dos desenhos são inspirados nas HQs e desenhos japoneses e sul-coreanos. Luis Bolognesi fez o filme usando a técnica clássica de animação (lápis sobre o papel) e fez uma longa pesquisa antropológica.

amor4

Como o próprio nome diz, é uma história de amor linda e imortal, que infelizmente é posta a prova o tempo todo. O amor de Janaína pelo herói imortal de 600 anos é incondicional, ele “reencarnou” em vários momentos da história nacional (lutas e guerras), desde 1500 quando os portugueses vieram para cá, passando pela escravidão, ditadura e finalmente, no Rio de Janeiro de 2096, onde há uma guerra pela água.

amorfuria

Sem dúvida o filme mostra que devemos deixar esse preconceito de “filme brasileiro” para lá, e focar na qualidade do filme. A trilha sonora também está incrível! Assistam!

Qual sua animação favorita? Comente!

Escrito por:
Mari Bomfim

FILMES QUE EU ASSISTI POR TER UM NAMORADO CINÉFILO #1

Eu namoro há um ano e meio com o Rafa, ele tem muitas qualidades: é lindo, inteligente, bem humorado e é cinéfilo.

Cinéfilo: aquele que ama o cinema como arte ou forma de lazer, que se interessa por sua evolução e suas realizações.

Ele manja muito dos paranauê e me ensinou muitas coisa, por exemplo, que esses cortes rápidos que têm em todo vídeo no YouTube foi usado há muito tempo por um diretor francês chamado Jean-Luc Godard. Além disso, antes de namorar o Rafa, eu não tinha ideia de quem eram os diretores dos filmes, eu buscava o filme pelo gênero ou artista, nunca pelo diretor. O que é impensável para um cinéfilo!

Esses dias a gente estava conversando e ficamos pensando que tinha muitos filmes ou diretores que eu nunca tinha ouvido falar na vida, e provavelmente, não teria ouvido falar se não fosse por ele, então resolvi fazer post pra compartilhar com vocês também!

FILMES QUE EU ASSISTI POR TER UM NAMORADO CINÉFILO #1

FILMES DE HITCHCOCK

Óbvio que eu já tinha ouvido falar de Alfred Hitchcock, mas sinceramente tinha preguiça de ver os filmes dele. Fui apresentada à “Janela Indiscreta” (tem no Netflix), depois “O Homem que Sabia Demais” e por fim “Psicose” (falei dele aqui), todos são ótimos suspenses que tem uma pitada de ironia e humor.

cena de Janela Indiscreta

FILMES DE BUÑUEL

Esse é um dos meus diretores favoritos apresentados pelo Rafa, os filmes tem um quê de surrealismo e muita psicanálise envolvida. Luis Buñuel dá um soco no estômago da sociedade da época. Eu vi: “Esse Objeto Escuro do Desejo“, “O Fantasma da Liberdade“, “O Discreto Charme da Burguesia“, “A Bela da Tarde” e “O Anjo Exterminador“. Todos retratam o desejo e a moral da sociedade… Filmes bem atuais, na verdade.

cena de O Fantasma da Liberdade

FILMES DE JEAN-LUC GODARD

Esse nome eu já tinha ouvido falar (e você provavelmente também), na música Eduardo e Mônica, porque “O Eduardo sugeriu uma lanchonete, mas a Mônica queria ver o filme do Godard“. Sim, é esse mesmo! O diretor favorito do Rafa. Bom, pra mim, esses filmes são um tanto quanto difíceis de entender, mas aprendi com o meu namorado que a gente não tem que entender, tem que curtir/admirar o filme. Do Godard eu vi “Adeus a Linguagem“, “Bando à parte“, “Acossado” e “Pierrot Le Fou“. Se você quer começar a assistir vai de “Acossado” e “Bando à Parte” que são mais fáceis de entender.

cenas de Pierrout le fou.

Você conhece ou já ouviu falar desses filmes e diretores? Conhece ou é um cinéfilo?

 

Escrito por:
Mari Bomfim